Dor e sintomas pré-menstruais

Dor e sintomas pré-menstruais

Dor e sintomas pré-menstruais

Durante os 5-7 dias que antecedem o início da menstruação, poderão ocorrer os chamados "sintomas pré-menstruais", ou síndrome pré-menstrual: diversos tipos de desconforto, bastante variáveis de mulher para mulher dependendo da natureza, combinação e intensidade, que contribuem para tornar este compromisso mensal pouco agradável.

O facto de a dor e os sintomas pré-menstruais serem manifestações totalmente fisiológicas que afetam a maioria das mulheres, de forma constante ou durante longos períodos da sua vida fértil, não torna, certamente, o desconforto mais suportável. No entanto, é possível melhorar a situação através de algumas alterações práticas do estilo de vida e, caso seja necessário, com algum apoio farmacológico.

Os sintomas pré-menstruais característicos

Os sintomas pré-menstruais característicos

O número de sintomas pré-menstruais de que a mulher pode sofrer é realmente extenso e variado, abrangendo uma série de problemas físicos, psicológicos e emocionais.

Os mais frequentes são:

  • inchaço e dor na mama;
  • dor de cabeça e dificuldade de concentração;
  • desejo de comer alimentos calóricos e retenção de líquidos;
  • dor nas costas e articulações;
  • inchaço abdominal e distúrbios do trânsito intestinal (obstipação ou diarreia);
  • acne e/ou hipersensibilidade da pele ou agravamento do seu estado (opacidade, perda de tonicidade, etc.);
  • nervosismo, irritabilidade, mau humor com propensão para chorar;
  • perturbação do sono;
  • mal-estar geral e sensação de desconforto/cansaço.

Embora a dor e os sintomas pré-menstruais sejam muito frequentes e recorrentes, a causa exata que os origina não é clara. O que se sabe é que os sintomas pré-menstruais são desencadeados pela alteração nos níveis de hormonas sexuais femininas, particularmente pela descida dos níveis de estrogénio e progesterona que ocorre nos dias que antecedem a menstruação, resultando num aumento do estado inflamatório do corpo. Até as dores menstruais que surgem logo a seguir (denominadas dismenorreia) são parcialmente devidas ao aumento da inflamação.

Como aliviar os sintomas pré-menstruais

Embora a dor e os sintomas pré-menstruais não possam ser completamente eliminados, podem ser parcialmente prevenidos e minimizados. Como?

Em primeiro lugar, ter um estilo de vida saudável; comer alimentos frescos, leves e nutritivos e limitar a gordura de origem animal, o açúcar refinado e o sal; beber pelo menos 1,5-2 litros de água por dia; evitar o tabaco, a cafeína e o álcool; praticar regularmente atividade física moderada; evitar o stress; dormir o suficiente (pelo menos 7 horas todos os dias); passar momentos relaxantes com pessoas agradáveis; dedicar tempo a si própria e às atividades de que gosta.

Podem parecer dicas banais, mas são o verdadeiro segredo para garantir o máximo equilíbrio do organismo da mulher e evitar as oscilações hormonais excessivas que favorecem o aparecimento da dor e dos sintomas pré-menstruais.

Para aliviar eficazmente os sintomas pré-menstruais poderá tomar Spidifen EF (Arginato de Ibuprofeno), um medicamento anti-inflamatório não esteroide (AINE). Trata-se de um medicamento não sujeito a receita médica de venda exclusiva em farmácias, indicado para o alívio das dores menstruais (dismenorreia) e da dor nas costas, mas também para as dores na mama, as dores de cabeça e as dores articulares.

Para obter o máximo benefício dos medicamentos anti-inflamatórios no controlo da dor e dos sintomas pré-menstruais, é importante tomá-los logo no início do aparecimento da dor, para permitir que o AINE a bloqueie e a impeça de se consolidar, tornando-se mais intensa e mais difícil de neutralizar.

Sintomas pré-menstruais: é necessário ir a uma consulta médica?

Se a dor e os sintomas pré-menstruais forem muito intensos e incapacitantes e/ou não forem aliviados com as intervenções anteriormente referidas, será necessário consultar um médico/especialista para avaliar a situação e considerar soluções adicionais ou um tratamento alternativo.

Neste caso, pode ser útil registar num diário a dor e os sintomas pré-menstruais que surgirem, pelo menos durante 3 meses, lembrando-se de registar também quaisquer outros sinais suspeitos (por exemplo, perdas sanguíneas fora do período menstrual ou inchaço da mama), a medicação que tomou, as atividades realizadas, etc., para permitir que o médico tenha uma visão mais clara da situação.

Em alguns casos, para controlar a dor e os sintomas pré-menstruais, o médico poderá também aconselhar, para além de um AINE ou de outras intervenções farmacológicas (especialmente de tipo hormonal), um suplemento alimentar. Os suplementes usados com maior frequência incluem vitamina B6, magnésio, cálcio, triptofano e ácidos gordos polinsaturados (ómega 3 e ómega 6).

Qual é a sua dor?

Saiba em que dores pode utilizar Spidifen EF
para obter alívio mais rápido.
Qual é a sua dor?

Como prefere tomá-lo?

O que é Spidifen EF?